terça-feira, 24 de junho de 2008

em direção


Essa é a nossa nova trajetória. Esse é o nosso primeiro espetáculo feito exclusivamente por nossas mãos. Mãos de trabalhadores que observam transformações importantíssimas não só na profissão como na vida também. Esse processo fez a Cia. Estável se recolher para construir.

Antes os "os meninos de Cangaíba" e hoje pessoas que conseguem ampliar os horizontes e quebrar as paredes de suas casas pequeno-burguesas e partir para a luta. Uma luta poética, de criatividade, de construção coletiva que não perde o seu potencial de luta (no sentido mais bruto da palavra).

Muitas vezes perdidos, por observar o tamanho do buraco que temos abaixo dos nossos pés calçados, tememos pelo que está por vir. Peças do jogo caíram, fichas também. É uma nova fase para os integrantes.

A vivência dentro dessa casa Arsenal serviu para o amadurecimento dos estáveis. Neste momento, dirigir a companhia torna-se um tremendo desafio. Muitas idéias, criações, jogos, poesia e música, mas também muitas dúvidas e medos. Nos propomos a construir um texto que é o mais desafiador para a Cia. Estável.

Agora, não nos preocupamos com o resultado, se vai ser bom ou ruim, mas sim se conseguirá abarcar todas as nossas discussões/debates, noites em claro, observações e desassossegos. Já passamos pelo religioso, nos deparamos todos os dias com a animalização do homem, já abandonamos estruturas e mais estruturas e dentro disso nos enxergamos, estamos no mesmo barco.

Como diretora, não pretendo trazer soluções, mas descobri-las com o coletivo, sou apenas um olhar de fora.

Andressa Ferrarezi
Diretora do novo espetáculo

3 comentários:

POÉTICA-POLÍTICA-POÉTICA disse...

Vim fazer uma visita, sou suspeito pra falar tudo o que eu acho; do texto, da direção, da atriz e da amiga e companheira. Só me sinto a vontade pra dizer:

Puta projeto lindo!
Excelente trabalho!
Gosto tanto docêis!

Parabéns

Sidney

André Auke disse...

Lindo!.
Felicidades na nova jornada.
Que o caminho seja de muito prazer.

Bjs a todos.

Algumas coisinhas da Jéssica disse...

Lindo texto, Andressa!

Com essa sensibilidade, acho que vai ficar um espetáculo lindo!

Sucesso pra vcs!

Beijinhos,
Jéssica.